Sem sindicato, não há diretos!

Sem as entidades sindicais, os trabalhadores não teriam nenhum dos direitos que tem hoje.

Sim, nenhum. E isso não é exagero!

As entidades representativas começaram a surgir na Europa durante a primeira metade do século XIX, como uma resposta aos abusos desumanos a que todos os trabalhadores eram submetidos.

Até essa representação surgir, a vida era terrível para os trabalhadores, com jornadas médias de 14 a 16 horas diárias, em troca de um salário que não dava nem para as necessidades básicas – já que o piso mínimo não existia.

Os ambientes de trabalho eram sujos, insalubres e com várias condições que favoreciam acidentes e doenças.

Não há dúvidas de que, embora ainda haja muito para avançar, as condições de trabalho são muito mais humanizadas e dignas, não é verdade? Isso não foi bondade do empresariado ou dos governos. Tudo foi conquistado com luta!

Valorize o movimento sindical. Todos os direitos do presente têm um passado!

Fonte: STIP