Outubro Rosa: 15 minutos podem salvar sua vida!

Ao longo do mês de outubro, diversas entidades e instituições de vários países irão propor um diálogo sobre um tema muito importante: a prevenção ao câncer de mama. O STIP, sempre preocupado com a saúde da categoria, não poderia ficar de fora dessa, certo?

A doença representa o tipo de tumor que mais mata mulheres no mundo – só em 2012 foram 521.907 vítimas. O número é alarmante porque, se identificada logo no início, a doença tem chances de cura de até 95%.

“Estamos participando do diálogo sobre a doença porque só a informação pode reduzir esses números. Queremos que todas as mulheres da categoria saibam que podem contar conosco para receber todo o apoio e orientações necessárias sobre o problema. Somos uma família e estamos juntos!”, afirma o presidente do STIP, Gilmar Servidoni.

Prevenindo o câncer

A forma mais eficaz de se prevenir o câncer de mama é visitar o ginecologista uma vez por ano e realizar um exame chamado mamografia. O procedimento é feito com um aparelho de raio-X específico, chamado mamógrafo, e é capaz de detectar sinais de risco, como lesões, nódulos e calcificações – pequenos cristais de cálcio que podem se formar na região.

O teste costuma durar de 15 a 30 minutos e pode ser feito pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Também é importante realizar o autoexame pelo menos uma vez por mês. O ato de tocar e observar as mamas em busca de alterações é responsável pelo diagnóstico de cerca de 80% dos casos.

É fundamental relatar ao médico caso tenha algum dos fatores de risco para a doença, como ter entrado na menopausa após os 50 anos; ter menstruado antes dos 12; ter engravidado depois dos 30; não ter tido filhos; ou ter casos de câncer de mama entre familiares de 1º grau, como mães e irmãs.

Fonte: STIP