Cláusulas da CCT devem ser respeitadas mesmo após Reforma Trabalhista

Em 11 de novembro entrou em vigor a Reforma Trabalhista, que alterou diversos pontos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e mudou as relações de trabalho para beneficiar as empresas. Porém essas alterações não afetam a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), cujas cláusulas devem ser seguidas na sua totalidade.

Por isso, informamos aos contadores e empresários para ficarem atentos às homologações das rescisões dos contratos de trabalho, ao prazo de pagamento das verbas rescisórias e das férias e à multa convencional pelo descumprimento da CCT.

O STIP segue na defesa dos trabalhadores para garantir que nenhum direito seja retirado ou desrespeitado pelas empresas.

Fonte: STIP